wugong Authentic Martial Arts



escrima01  escrima02  escrima03

Escrima Filipina / Latosa Escrima


A Escrima é um sistema de Defesa Pessoal baseado nas artes marciais filipinas de luta com armas.
 Diferentemente de outras artes marciais, o praticante de Escrima inicia os treinamentos com armas (1 e 2 bastões) e daí progride para o treinamento desarmado.
 O ensino das técnicas básicas da Eskrima é tradicionalmente simplificado. Com um tempo limitado para ensinar, somente as técnicas que se provaram eficazes em batalha e que podiam ser ensinadas em massa sobreviveram ao tempo. A filosofia da simplicidade persiste até hoje, e é a base das Artes Marciais Filipinas.
 O sistema combina de forma efetiva os conceitos de energia, tempo de execução ('timing'), velocidade, equilíbrio e posicionamento, além de aumentar a coordenação motora e a capacidade cardiorrespiratória do praticante.

História

Como acontece com muitas artes marciais, a história da escrima é cercada de lendas, tornando difícil traçar seus fatos. E no caso da escrima, isto é especialmente verdade. Por ser de domínio público, a maior parte de seus praticantes não possuía escolaridade para fazer uma história escrita, ou seja, boa parte da história era transmitida de forma falada. A confusão aumenta mais ainda pelo fato de existirem diversos sistemas diferentes de luta chamados pelo mesmo nome: escrima, arnis, kali. A explicação mais comumente aceita para a origem da escrima é a de que se trata de um conjunto de sistemas de lutas, utilizados por cada tribo filipina para lutar e se proteger umas das outras.
 No entanto, registros históricos contam que quando os conquistadores espanhóis invadiram o arquipélago das Filipinas no início do século XVI, algumas tribos os combateram, usando armas e técnicas nativas. O invasor português a serviço da coroa espanhola Fernão de Magalhães queimou casas e tentou escravizar o povo da pequena Ilha Mactan, onde hoje é a provincia de Cebu, algumas centenas de kilômetros ao sul de Manila e foi morto na Batalha de Mactan, em 27 de Abril de 1521, pelas forças do chefe tribal de Mactan, Lapu-Lapu, o qual segundo historiadores, era um mestre na antiga arte do kali. Magalhães foi morto por uma flecha durante esta batalha.

Treinamento

Os praticantes de FMA (em inglês: Filipino Martial Arts) da Wugong são notadamente reconhecidos por sua habilidade em lutar com armas ou desarmados. O sistema de eskrima praticado na Wugong inclui lutas com uma grande variedade de armas: bastão simples (solo baston), dois bastões (double baston), nunchaku (Tabak-toyok), BPE (Tonfa), Bastão curto (Palm Stick), Faca, Facão, Espada , combate desarmado (panantukan), e chaves e projeções (dumog).
 Tradicionalmente utiliza-se rattan, madeira derivada do bambu, muito facilmente encontrado nas Filipinas, para a fabricação de bastões e varas de treino. São resistentes e têm boa durabilidade, leves, e com boa resistência ao fogo. São quebrados somente sob situações extremas, e não soltam lascas como outras madeiras, sendo assim ferramentas seguras de treino. Este aspecto também os tornam úteis na defesa contra lâminas. Porém, no Brasil não temos nenhuma madeira similar, o que nos faz utilizar bastões de plástico rígido ou bastões espumado, no caso de treinos de contato.

A Escrima é uma arte marcial divertida, envolvente e extremamente prática. Por isso,

na Escrima praticada na Wugong você não terá que

  • Ter gastos desnecessários com uniformes e equipamentos: Utilizamos um uniforme bem simples (camiseta, calça e tênis), que inclusive você não precisa comprar logo que faz a inscrição! E também não usamos faixas...
  • Fazer lutas por pontos e formas sem sentido, ao invés de exercícios práticos com aplicação em defesa pessoal: Aqui nós acreditamos que você deve "lutar como você treina, e treinar do modo como você luta." Não estamos preocupados com competições, pontos ou fazer técnicas bonitas. A defesa pessoal é algo feio, sujo. Na rua não haverá juízes, regras ... Você terá que ser capaz de se defender com o que tiver mão - seja um bastão, faca ou até mesmo uma revista ou um molho de chaves!
  • Ter aulas com professores com roupas militares ou 'táticas', enquanto lhe ensinam as técnicas 'mortais' utilizadas pelos exércitos do mundo. Sejamos sinceros: uma pessoa normal não precisa saber matar em 3 movimentos ou menos. Uma pessoa comum deve saber como interromper uma agressão e ter tempo para chamar a polícia. Os militares são regidos por legislação específica enquanto os civis são governados por leis de âmbito municipal, estadual e federal. E que são muito diferente das dos militares.

Contato

facebook 
Q.G. Wugong
Dojô do Centro
Av. Padre Tomé, 200/2° andar - Centro
Porto Alegre - RS
(51) 8149-6951